Monstros de Bolso


Disclaimer: Post Nerd. Se você pretende se ofender, favor não continuar lendo. Obrigado.

Não sei se eu cresci como deveria.

Há mais ou menos 15 anos eu era apenas um pivete sem muita noção da vida (Não que eu tenha adquirido alguma noção depois de anos, mas acho que isso não é tão relevante para esse texto). Foi nessa época a nintendo decidiu que ia criar uma franquia que sugasse a alma de milhões de jovens. Mais ou menos como uma religião, mas envolvendo mais monstros, mais game boys e muito mais dinheiro entrando no bolso da big N.

Sim, foi quando surgiu Pokemon.

Não havia Internet na época, então a informação não chegava tão rápido no sítio onde eu morava. Mas de vez em quando eu comprava revistas de videogame (Não sei porque eu fazia isso se não tinha condições de comprar o videogame em si. Talvez uma espécie de prazer masoquista, coisa de criança). E numa dessas, o relato sobre a febre pokemon. Dois jogos, dezenas de monstros, trocas com outros jogadores e muito mais coisas que fizeram com que minha cabecinha ficasse fervendo de vontade de jogar.

E graças a um amigo que resolveu me emprestar o game boy com uma cópia de pokemon red (E infelizmente não me lembro do nome dele. Pessoa caridosa, talvez você tenha mudado minha vida. Não sei se pra melhor ou para pior), finalmente pude satisfazer minha vontade. Escolhi meu Charmander e comecei a minha jornada Pokemon.

Os anos se passaram. Pokemon Gold (Na verdade Go-rudo, já que joguei essa versão em japonês), Pokemon Stadium, Pokemon Snap, Pokemon Ruby (Joguei esse apenas no emulador). Daí por algum motivo ou outro, acho que decidi que já era hora de parar. Não joguei Diamond nem Pearl. Os anos de faculdade envolveram outros interesses e quando percebi perdi uma geração inteira de jogos. Mas veio Pokemon White e eu resolvi dar uma chance novamente pra franquia que já deve ter roubado mais horas da minha vida do que as reprises de Lagoa Azul na sessão da tarde. Mais uma vez me encontrei hipnotizado jogando por horas a fio o mesmo jogo.

Ouvindo uma voz do além reclamar quando eu tentava andar de bicicleta dentro das casas. Carregando Repels e xingando a alma do centésimo zubat que aparecia em alguma caverna. Chegando na Elite Four e me tornando o campeão. Grandes conquistas. Sim, quinze anos se passaram. E ainda assim, quando a nintendo anunciou mais uma geração da franquia, lá estava eu me preparando para perder horas e mais horas da minha vida capturando esses mesmos monstros que eu aprendi a amar. Síndrome de estocolmo talvez?

Realmente, não sei se eu cresci como deveria.

2 comentários
  1. Cindy "miwi" disse:

    e aí, ansioso por Pokémon X/Y? xD

    • M.K. disse:

      Basicamente foi o que motivou meu post =P

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: