Z – 2


O estudante ainda não conseguia acreditar no que estava vendo.

Aquele prometia ser um grande dia, aniversário de seis meses de namoro. Tinha planejado tudo com os mínimos detalhes para que aquele fosse o dia perfeito. Mas não esperava que aquilo acontecesse. Quem poderia esperar?

A garota que ele amava, com quem havia trocado tolas juras de amor eterno, estava muito diferente do que ele se lembrava. Talvez fosse o olhar desfocado, talvez fossem as feridas antigas abrindo e começando a sangrar de maneira descontrolada. Ela já estava estranha desde o momento em que retornara de seu serviço no dia anterior. Mas agora estava irreconhecivel. E o estudante conseguiu confirmar que algo estava errado quando ela pulou em seu pescoço.

Em principio, achou que era uma brincadeira. Mas mudou idéia quando teve um pedaço do pescoço arrancado por mordidas.

Ele se desviou rapidamente, e conseguiu se trancar no banheiro, cambaleante. Não estava entendendo o que estava acontecendo. Não tinha idéia nenhuma, aquilo era surreal. Sua visão estava sumindo, o ferimento era profundo. E ele estava com medo. No entanto, aos poucos a dor começou a se tornar suportável. Os pensamentos começaram a se esvair.

Nada importava mais. O estudante não era mais capaz de pensar. Todos os sentimentos românticos, as incertezas, o medo, tudo havia desaparecido. Restava apenas uma fome insana e descontrolada por vísceras humanas.

M.K.

1 comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: