Conto… Final


Olá a todos. Decidi finalmente encerrar minha trilogia de mini-contos. Espero que vocês gostem do resultado final. Com isso, espero amarrar todos os laços soltos que deixei…

Parte 1 – https://sociophobia.wordpress.com/2007/05/16/conto/

Parte 2 – https://sociophobia.wordpress.com/2007/08/30/conto-parte-2/

————————————||———————————————–

Paula era uma garotinha infeliz. Não havia conhecido sua mãe, que havia morrido ao dar a luz. Seu pai não conseguia lidar com essa perda. Frequentemente passava as noites bebendo. Quando voltava para casa, muitas vezes espancava Paula. No fundo, ele culpava a filha por ter perdido a mulher que amava. Por consequência, Paula tornou-se uma menina assustada e introvertida. Nunca saia de casa. E quando saia, tinha medo das outras pessoas.

Sua vida só mudou quando seu pai foi encontrado morto em sua própria cama. A polícia investigou o caso, e não conseguiu achar nenhuma pista que pudesse levar a um possível criminoso. Apenas um vidro vazio de cápsulas ao lado de seu corpo. Era muito provável que o pai de Paula finalmente tivesse cometido suícidio.

Paula acabou sendo criada pelos seus tios. Com o passar do tempo, deixou de ser a menina introvertida que todos conheciam. Aparentemente, havia se tornado uma garota alegre e extrovertida. Sempre a primeira da classe, tanto nos estudos, quanto nos esportes. O fato dela ser simpática e muito bonita também contribuiam para sua alta popularidade.

Essa foi a história de Paula. A mesma garota que estava a frente de dois corpos naquela noite, eliminando todas as evidências de seu crime.

Matou primeiro Julio. Um antigo amigo de infância. Naquela noite, Paula havia saido de casa, pronta para encontra-se com Hector, quando viu o garoto. Ele portava uma faca, e implorava para que ela se separasse de seu atual namorado. Um tiro bastou para silencia-lo.

Foi nesse momento que Hector chegou. Ele demorou alguns segundos para assimilar toda a cena. Não teve tempo de verbalizar seu raciocinio. Tombou com três tiros no peito.

Meia hora depois, Paula sorria enquanto limpava a cena do crime. Achava aquilo tudo muito engraçado. Ninguém nunca percebia que as pessoas à sua volta simplesmente desapareciam.

Sua primeira vítima havia sido seu próprio pai. Envenenou-o. E sentiu-se muito bem ao fazer isso. Ficou assustada. Decidiu que nunca mais mataria ninguém. Mas ela não conseguia conter aquele impulso. Descobriu que sentia prazer em matar.

Ao terminar de esconder os corpos, Paula olhou para si mesma na vitrine de uma loja. Sentia-se bem. Sorrindo, voltou para casa.

————————————||———————————————–

Finalmente, encerro a trilogia de Paula. Espero sinceramente que vocês tenham gostado dessa pequena história. Um dia, quem sabe, eu retorne a personagem em um outro conto?

o/

6 comentários
  1. Rocha disse:

    Desculpe fazer meu primeiro comentário no seu blog já achando defeito, mas Caio não seria na verdade Julio? o personagem da segunda história?
    Gostei muito de Paula, acho que os personagens poderiam ser mais trabalhados, mas isso tomaria linhas e não sei se era ou não sua intensão um conto curto.

    Só uma pergunta? você tem algum problema com bebidas? os dois personagens foram colocados como alcoolatras doentes.

    Continue escrevendo!

  2. fmatheus2003 disse:

    Primeiramente, para a galera do blog Às partes Interessadas. O Kajyu é o Márcio… e todo mundo mundo conhece o Márcio!!

    Segundo, Pow Kajyu!!! Essa Paula tá mais pra Taís… além disso por que cargas d’água (com referencia ao blog por favor) a menina gosta de matar??? Ela é compulsiva? Doente mental? Acho que no fim das contas ela estava era com TPM… por isso vai o meu alerta… Nunca, mas nunca mesmo, ameace uma mulher com TPM…

    Grato

    Pato_Loko
    FQD

  3. Moskito disse:

    hahaha…

    li as três partes e gostei muito, um final digamos que… psicótico?

    Mário, que mário?

    (ok, eu não pude perder a piada…)

  4. Massao disse:

    Mário… você voltou a profisão de assasino?..

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: