Mais um dia.


Chego à estação da sé e paro na plataforma. Olho para meu relógio. São 17:50.

Embarco no metro, levado pelo fluxo e procuro um lugar para sentar. Como não acho, fico de pé, em um estado de semi-inconsciência.

“Estação Liberdade”. – Anuncia o condutor. Sua voz está rouca. Provavelmente também está de saco cheio, assim como eu.

Perco a noção do tempo. Olho para os outros passageiros, mas não encontro ninguém digno de nota.

“Atenção. Não segurem as portas. Isso causa atrasos na circulação de todos os trens.” – Anuncia o condutor com sua voz arrastada. Ouvindo isso, penso que existem pessoas que tem mais direito de reclamar da vida do que eu.

Continuo com minhas reflexões internas enquanto as estações passam. Vila Mariana. Santa Cruz. Praça da Árvore.

“Estação Saúde.” – Anuncia o condutor. Provavelmente, pela décima vez neste dia.

Neste ponto o número de passageiros já diminuiu bastante. Olho para os outros passageiros. Alguns provavelmente estão voltando para casa, assim como eu, ansiosos pelas suas camas. Outros estão saindo, prestes a enfrentar mais um dia de rotina. Quer dizer, pelo horário, seria mais uma noite de rotina. Mero detalhe.

“Estação Terminal Jabaquara. No desembarque, cuidado com o espaço entre o trem e a plataforma.” – Anuncia por fim o condutor.

As portas se abrem e eu desembarco. Olho para meu relógio. 18:32. Continuo andando. De alguma maneira, sobrevivi a mais um dia.

o/

6 comentários
  1. Massao disse:

    E assim vai por mais um dia um tipíco cidadão paulistano enfrentando o monstruoso transporte publico da cidade de São Paulo. Mas você é paulistano? Se não for já tem o espirito!!!

  2. Leandro Eu disse:

    é por isso que não tenho relógio…

  3. André Gouveia disse:

    Muito bom o relato, por um momento até fiquei com dó de ti a sentindo seu sofrimento na pele e achando que sou um sortudo da vida por ter um carro e não usar transporte público, mas eu lembrei que ando de carro em São Paulo e que inúuuuuuuumeras vezes sonhei em estar dentro de um trem sempre que estou a mais de 3 horas preso no trânsito… É meu caro Mario, “rapadura é doce mais não é mole não”…

  4. Linha Azul.
    Direção Jabaquara.
    Acho que já vi isso em algum lugar. Felizmente não vivo isso.

  5. Ricelli disse:

    Gostei do visual novo…

    é… pode ter certeza que eu sei como vc se sente!

    mas, sempre tem alguém pra sofrer mais…

    e, alguém pra sofrer menos…

  6. Arashi disse:

    Ainda bem que não preciso pegar busão e/ou metrô pra ir pro cursinho. Hohoho XD Em compensação, ainda não tô na faculdade. AINDA. XD

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: